Browse By

Temer chefiava organização criminosa no Rio há 40 anos




 

O ex-presidente Michel Temer chefiava organização criminosa no Rio há 40 anos, segundo aponta as investigações da Operação Lava Jato no estado.

“Michel Temer é o líder da organização criminosa a que me referi, e o principal responsável pelos atos que corrupção aqui descritos” afirmou o juiz Marcelo Bretas na sentença.

Temer que foi preso na manhã desta quinta-feira (21) em São Paulo, por agentes federais do Rio de Janeiro. Na mesma ação, foi preso o ex-ministro de Minas e Energia, Moreira Franco.

A PF ainda cumpre mais seis mandados de prisão, entre essas seis pessoas, há empresários envolvido. Os mandados expedidos pelo juiz Marcelo Bretas da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.




Michel Temer teve a prisão preventiva decretada após delação do dono a Engevix, José Antunes Sobrinho. Que relatou aos investigadores pagamento de R$ 1 milhão em propina, a pedido do coronel João Baptista Lima Filho ( amigo de Temer), de Moreira Franco e com conhecimento de Temer.

A Engevix fechou contrato em um projeta usina de Angra 3. As investigações são desdobramentos das operações, Radioatividade, Pripyat, e irmandade.

As investigações que apura os supostos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, apontam que foram feitos pagamentos ilícitos por determinação de José Antunes Sobrinho para o grupo criminoso que é chefiado por Michel Temer, e supostos desvios de recursos da Eletronuclear pára empresas indicadas pelo grupo criminoso.




A organização criminosa segundo as investigações praticou diversos crimes envolvendo diversos órgãos públicos e empresas estatais obtendo lucro de mais de R$ 1,8 bilhão.

Temer, e outras pessoas envolvidas na organização criminosa, segundo aponta as investigações continuam recebendo valores ilícitos e permanecem ocultando valores, inclusive no exterior.

Tiveram as prisões preventivas decretas, Michel Miguel Elias Temer Lulia, João Baptista Moreira Filho, Wellington Moreira Franco, Maria Rita Fratezi, Carlos Alberto Costa, Carlos Alberto Costa Filho, Vanderlei de Natale, Carlos Alberto Montenegro Gallo. E duas prisões temporárias, sendo eles Rodrigo Castro Alves Neves, Carlos Jorge Zimmermann.

Anuncie Sua Marca Aqui

Visite Nosso Canal “WOL Notícias – World OnLine” No Youtube




Escola Raul Brasil em Suzano reabre as portas e retomam rotina após massacre
Ataque deixa feridos e uma pessoa morta em Utrecht na Holanda
CCJ da Câmara deve votar Previdência no início de abril
Bolsonaro janta com embaixador brasileiro em Washington
Gilmar Mendes concede novo salvo-conduto à Beto Richa
MP de São Paulo investiga se ‘Deep Web’ incitou assassinos a cometerem o massacre
STF decide hoje futuro da Lava Jato
Deputado Eduardo Bolsonaro é eleito presidente da Comissão de Relações Exteriores
Assassinos planejaram massacre por mais de um ano