Browse By

Moro diz que Justiça Eleitoral não está preparada para julgar crimes complexos de corrupção




 

Ministro da Justiça Sérgio Moro diz que Justiça Eleitoral não está preparada para julgar crimes complexos de corrupção. Moro afirmou ontem (13) que a Justiça Eleitoral não está “materialmente estruturada” para julgar casos criminais, que sejam “mais complexos” , como corrupção e lavagem de dinheiro.

Moro comentou o julgamento do STF (Supremo Tribunal Federal), que vai decidir se os crimes eleitorais que forem cometidos em conexão com outros crimes como corrupção e lavagem de dinheiro se deverão ser analisados na Justiça Eleitoral ou Federal.

“Nós entendemos, com todo o respeito, que a Justiça Eleitoral prestou trabalhos excelentes ao país em organização eleitoral, em resolução de controvérsias eleitorais, mas ela não é uma Justiça materialmente estruturada para julgar casos criminais mais complexos como corrupção ou lavagem de dinheiro, não raramente com características transnacionais”, disse o ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro.




Para Moro, um projeto de lei deve deixar claro se os crimes comuns estão conexos com crimes eleitorais, e assim os processos seriam divididos.

“Na minha opinião, essa já é uma interpretação possível no atual momento, como todo o respeito ao Supremo, que está decidindo essa questão. E a decisão que for tomada vai ser naturalmente respeitada” disse Moro.

Moro completou dizendo que ” Se formos verificar estatísticas de condenação criminais pela Justiça Eleitoral, nós vamos encontrar números muito infelizes”.

Anuncie Sua Marca Aqui

Visite Nosso Canal “WOL Notícias – World OnLine” No Youtube




Escola Raul Brasil em Suzano reabre as portas e retomam rotina após massacre
Ataque deixa feridos e uma pessoa morta em Utrecht na Holanda
CCJ da Câmara deve votar Previdência no início de abril
Bolsonaro janta com embaixador brasileiro em Washington
Gilmar Mendes concede novo salvo-conduto à Beto Richa
MP de São Paulo investiga se ‘Deep Web’ incitou assassinos a cometerem o massacre
STF decide hoje futuro da Lava Jato
Deputado Eduardo Bolsonaro é eleito presidente da Comissão de Relações Exteriores
Assassinos planejaram massacre por mais de um ano