Browse By

Jair Bolsonaro esclarece movimentações apontadas pelo Coaf




 

Jair Bolsonaro esclarece movimentações apontadas pelo Coaf na conta de Queiroz.

Integrantes do futuro governo Bolsonaro reagiram a um relatório de conselho de controle de atividades financeiras (Coaf).

O Coaf apontou movimentações bancárias de mais de R$1,2 milhão, consideradas suspeitas na conta do ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

Fabrício José Queiroz é ex-assessor do deputado estadual e senador eleito pelo PSL, Flávio Bolsonaro, filho mais velho de Bolsonaro.

Em síntese, o relatório faz parte da investigação que prendeu dez deputados estaduais no Rio, no mês passado.

Portanto, o relatório traz informações sobre 75 servidores da Assembléia Legislativa no Rio de Janeiro (Alerj) que apresentaram movimentação financeira suspeita, entre os quais Fabrício José Queiroz.

Fabrício José Queiroz é ex-assessor do deputado estadual e senador eleito pelo PSL, Flávio Bolsonaro, filho mais velho de Bolsonaro.

De acordo com o relatório Fabrício era ex-motorista de Flávio, e recebia R$ 23 mil mensais.

Jair Bolsonaro esclarece movimentações apontadas pelo Coaf

Uma das movimentações de Queiroz tem como favorecida a esposa do presidente Jair Bolsonaro, Michele de Paula Bolsonaro.

O relatório relata que a atual esposa de Bolsonaro recebeu R$ 24 mil.

O depósito na conta de Michele consta em um Relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que apontou suspeitas na conta de Queiroz, de mais de R$ 1,2 milhão, entre 1ª de janeiro de 2016 até 31 de janeiro de 2017

“O Coaf não vazou nada. Pelo que eu sei, foram advogados dos parlamentares que estão presos, que estão respondendo processo que vazaram isso ai para desviar o foco da atenção deles para com meu filho”,  disse Bolsonaro.

O presidente eleito nega irregularidades nos depósitos realizados na conta de sua esposa, Michelle de Paula Bolsonaro por Fabrício José Carlos Queiroz.

“Foi na conta da minha esposa. Podem considerar que foi na minha. Só não foi na minha por questão de mobilidade minha, pois ando atarefado o tempo todo”, disse Bolsonaro.

“Não botei na minha conta porque… eu tenho dificuldade para ir em banco, andar na rua, deixei para minha esposa. Lamento o constrangimento que ela está passando no tocante a isso, mas ninguém recebe ou dá dinheiro sujo com cheque nominal, meu Deus do céu”, afirmou o presidente.




Visite Nosso Canal “WOL Notícias – World OnLine” No Youtube

Jair Bolsonaro esclarece movimentações apontadas pelo Coaf

Jair Bolsonaro esclarece movimentações apontadas pelo Coaf