Terrorista protegido por Lula e PT tenta redução de pena




 

Terrorista protegido por Lula e PT tenta redução de pena. O italiano Cesare Battisti, que confessou participação em quatro assassinatos, tenta reduzir a pena de prisão perpétua, para 20 anos de cadeia.

Battisti que viveu anos sendo protegido pelo PT, onde gozou da impunidade financiada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), finalmente preso por seus atos de terrorismo, assassinatos e diversos crimes, tenta redução da pena.

O caso deve ser discutido ainda no dia 17 de maio pela Corte de Apelação de Milão (Itália). O advogado de defesa de Battisti, Davide Steccanella, reforçou que o pedido para fazer valer o pedido de extradição firmado com o Brasil, prevê uma pena máxima de 30 anos.




Segundo informações do jornal Corriere della Sera, a defesa do assassino quer que seja descontado o período que ele já ficou preso, sendo um ano, nove meses e 15 dias na Itália. E antes da sua fuga para o Brasil, três meses e 28 dias na França e quatro anos e dois meses no Brasil.

Battisti admitiu em março, ter participado de quatro assassinatos, e foi condenado, e espera receber benefícios por ter feito a confissão.

Em nota, a Associação de familiares de Battisti disse: “Nenhum desconto de pena para quem comete tais crimes”.

Anuncie Sua Marca Aqui

Visite Nosso Canal “WOL Notícias – World OnLine” No Youtube




Associação pede ao STF fim dos transportes coletivos de passageiros por meio de aplicativo
Presidente Bolsonaro vai analisar horário de verão
Eduardo Bolsonaro denuncia agressões durante ato contra a ditadura
Bolsonaro visita muro das lamentações em Jerusalém
Recurso de Lula será analisado pelo STJ
Alerj pedirá investigação sobre atuação de snipers no Rio de Janeiro
Ministro Barroso diz que ‘a sociedade deixou de aceitar o inaceitável’
Maduro anuncia racionamento de eletricidade na Venezuela
Deixe Seu Comentário