Temer deve se entregar ‘voluntariamente’ à Justiça nesta quinta e dispara: “É uma injustiça”




 

O ex-presidente Michel Temer (MDB) deve se entregar ‘voluntariamente’ à Justiça nesta quinta (9) e dispara: “É uma injustiça”, após o TRF-2 (Tribunal Regional Federal da Segunda Região) ter revogado seu habeas corpus e de seu amigo João Batista Ferreira Lima, o “coronel Lima“.

A decisão do TRF-2 foi tomada nesta quarta-feira (8) e pegou o MDBista de surpresa, logo após a notícia, Temer falou aos jornalistas e disse que considera a decisão equivocada.

“Eu considero (a decisão) equivocada sob o ponto de vista jurídico, mas eu amanhã (hoje) me apresento voluntariamente e ao mesmo tempo, já falei com meu advogado, que vai apresentar um habeas corpus ao STJ (Superior Tribunal de Justiça).




O ex-presidente passou a noite em sua casa na companhia da sua sogra e esposa, na região do Alto Pinheiros em São Paulo (SP).

Questionado sobre como encarava a decisão da Justiça, Temer disse:

“Encaro com muita lamentação. É uma injustiça e, com a devida venia, é uma injuridicidade”. E lembrou que o próprio relator do processo disse que não era cabível de prisão preventiva, pois não havia razão para tal.

“Ela deve preencher certos quesitos que não foram preenchidos” disparou Temer.

Anuncie Sua Marca Aqui

Visite Nosso Canal “WOL Notícias – World OnLine” No Youtube




Associação pede ao STF fim dos transportes coletivos de passageiros por meio de aplicativo
Presidente Bolsonaro vai analisar horário de verão
Eduardo Bolsonaro denuncia agressões durante ato contra a ditadura
Bolsonaro visita muro das lamentações em Jerusalém
Recurso de Lula será analisado pelo STJ
Alerj pedirá investigação sobre atuação de snipers no Rio de Janeiro
Ministro Barroso diz que ‘a sociedade deixou de aceitar o inaceitável’
Maduro anuncia racionamento de eletricidade na Venezuela
Deixe Seu Comentário