‘Se um homem entrar na minha casa é para meter chumbo mesmo’ diz Bolsonaro




 

Ao defender o decreto de porte de armas assinado na última semana, o presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que está apenas atendendo a vontade popular e respeitando o direito legítimo de defesa pessoal do cidadão.

“Eu, por exemplo, como homem, tenho que defender a minha mulher. Sei que se um homem entrar na minha casa, é para barbarizar, então é para meter chumbo mesmo”, defendeu ele, durante participação no programa Domingo Esportivo, da Rádio Bandeirantes. “Se alguém entrar na sua casa, tem que descarregar nele”, aconselhou.

Bolsonaro ainda voltou a argumentar que, em referendo em 2005, a maioria da população disse que era a favor do comércio de armas, mas que não foi atendida pelo governo.

Anuncie Sua Marca Aqui

Visite Nosso Canal “WOL Notícias – World OnLine” No Youtube




Associação pede ao STF fim dos transportes coletivos de passageiros por meio de aplicativo
Presidente Bolsonaro vai analisar horário de verão
Eduardo Bolsonaro denuncia agressões durante ato contra a ditadura
Bolsonaro visita muro das lamentações em Jerusalém
Recurso de Lula será analisado pelo STJ
Alerj pedirá investigação sobre atuação de snipers no Rio de Janeiro
Ministro Barroso diz que ‘a sociedade deixou de aceitar o inaceitável’
Maduro anuncia racionamento de eletricidade na Venezuela
Deixe Seu Comentário