Oficiais de polícia de Evo Morales envolvidos com narcotráfico serão enviados à penitenciária de São Pedro




 

Os oficiais da polícia nacional boliviana envolvidos com narcotráfico, presos preventivamente dia 24 de abril em Santa Cruz na Bolívia, serão transferidos para a penitenciária de São Pedro.

O capitão Fernando Moreira Morón e o coronel Gonzalo Medina Sánchez, ambos da Força Especial de Luta Contra o Crime (FELCC), ficaram inicialmente presos na própria instituição policial, visando proteção da integridade física de ambos, por decisão da juíza Ana Gloria Rojas.

O Ministério Público discordou da solução proposta pela juíza desde o primeiro dia e nesta quarta-feira (8/5), exigiu a transferência de ambos para o presídio localizado em La Paz.

Ambos oficiais foram vinculados ao narcotraficante internacional, Pedro Montenegro Paz, procurado pela Interpol e com ordem de extradição ao Brasil desde 2015. Eles também respondem por tráfico de drogas. Em colaboração com Pedro Montenegro, teriam levado pacotes de cocaína ao Panamá.

Há também um terceiro oficial envolvido, o major Kurt German Brun Rios, que está na penitenciária de segurança máxima de Palmasola, em Santa Cruz, na Bolívia, que abriga aproximadamente 3.500 detentos.

O capitão Fernando é casado com a Rainha do Narcotráfico que é dona de um impressionante curriculum no crime.

Entre as questões que não querem calar, há o problema constante de oficiais de polícia do país envolvidos com o narcotráfico, servindo grandes e renomados grupos criminosos do planeta inteiro, como PCC, Comando Vermelho, Ndrangheta e o cartel Sinaloa. Este oficiais de alto escalão são todos aprovados pelo vice-ministro de substâncias controladas, Felipe Cáceres, pelo ministro de Governo, Carlos Romero, e pelo próprio presidente, Evo Morales.

Além disto, os oficiais todos respondiam diretamente a Felipe Cáceres e Carlos Romero.

No áudio vazado à imprensa pelo comandante exonerado, Romulo Delgado, ele deixa clara a suspeita que possui do presidente.

Enfim, as questões estão no ar e a Justiça brasileira aguarda o envio do traficante Pedro Montenegro desde 2015.

Com informações do Terça Livre.

Resultado de imagem para Evo morales e lula
Associação pede ao STF fim dos transportes coletivos de passageiros por meio de aplicativo
Presidente Bolsonaro vai analisar horário de verão
Eduardo Bolsonaro denuncia agressões durante ato contra a ditadura
Bolsonaro visita muro das lamentações em Jerusalém
Recurso de Lula será analisado pelo STJ
Alerj pedirá investigação sobre atuação de snipers no Rio de Janeiro
Ministro Barroso diz que ‘a sociedade deixou de aceitar o inaceitável’
Maduro anuncia racionamento de eletricidade na Venezuela
Deixe Seu Comentário