Ciro Gomes vira réu em ação movida por Bolsonaro




 

O ex-governador do Ceará Ciro Gomes vira réu em ação movida por Bolsonaro, por calúnia, quando o presidente ainda era deputado federal pelo Rio de janeiro.

Na ação movida por Jair Bolsonaro (PSL), o candidato derrotado pelo PDT nas últimas eleições presidenciais, Ciro Gomes, durante uma entrevista à Rádio Bandeirantes, em 2017, afirmou que Bolsonaro era “um moralista de goela”, que havia recebido dinheiro da JBS.

O presidente afirma em sua queixa que Ciro agiu com intenção de ofender a honra alheia , e que se configurava o crime de calúnia. A queixa foi acatada, e por decisão do juiz Richard Francisco Chequini da 20ª Vara Criminal de São Paulo, Ciro Gomes virou réu na ação.

Descontente com a ação, Ciro Gomes disse:

“A assessoria de comunicação de Ciro Gomes informa que o presidente Jair Bolsonaro se une a Eduardo Cunha, que o processou e logo foi preso; Michel Temer, que o processou e hoje está preso; José Serra, que o processou e hoje responde a diversos processos junto com Paulo Preto, que está preso; Além de Eunício Oliveira, investigado pela Lava Jato, entre outros. Ciro Gomes confia que, também neste caso a Justiça será feita”.

Anuncie Sua Marca Aqui

Visite Nosso Canal “WOL Notícias – World OnLine” No Youtube




Associação pede ao STF fim dos transportes coletivos de passageiros por meio de aplicativo
Presidente Bolsonaro vai analisar horário de verão
Eduardo Bolsonaro denuncia agressões durante ato contra a ditadura
Bolsonaro visita muro das lamentações em Jerusalém
Recurso de Lula será analisado pelo STJ
Alerj pedirá investigação sobre atuação de snipers no Rio de Janeiro
Ministro Barroso diz que ‘a sociedade deixou de aceitar o inaceitável’
Maduro anuncia racionamento de eletricidade na Venezuela
Deixe Seu Comentário