Browse By

Bolsonaro e pastores evangélicos oram contra a ‘baderna’ e pela união entre Poderes

Bolsonaro e pastores evangélicos oram contra a ‘baderna’ e pela união entre Poderes

Jair Bolsonaro recebeu (5) um grupo de líderes evangélicos que fizeram uma oração no Palácio do Planalto contra a “baderna” e o “quebra-quebra”, no momento em que o País vive uma sequência de protestos pró e contra o governo.

Também pediram por harmonia entre os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Convulsão Social

Os religiosos se manifestaram contra a “convulsão social e institucional” e falaram que é Deus quem escolhe e retira as autoridades públicas.

“O povo brasileiro é um povo pacífico, não é povo de quebra-quebra, nem de baderna. A marca do povo brasileiro é o povo do verde e amarelo”, contemplou Silas Malafaia, pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, um antigo aliado e apoiador do presidente.

“Esse País não vai ser Venezuela, não vai ser destruído por ninguém. Esse País não vai falir.”

Silas Malafaia referenciou os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que nas últimas semanas, com presença do presidente, promoveram atos de protesto contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Nos últimos dias surgiram levantes nas ruas em defesa da Democracia e de oposição a Bolsonaro, houve confrontos com policiais e grupos bolsonaristas.

Encontro

Foi organizado um encontro com o presidente do Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil (Cimeb).

Foram 11 representantes de pentecostais e neopentecostais, como Assembleia de Deus em Madureira (Abner Ferreira), Igreja Universal do Reino de Deus (Eduardo Bravo), Igreja Internacional da Graça de Deus (RR Soares), Renascer em Cristo (Estevam Hernandes), Ministério Internacional da Renovação (Renê Terra Nova), Igreja Apostólica Fonte da Vida (César Augusto), Comunidade das Nações (JB Carvalho), entre outras.

No segmento evangélico, houve perda de apoio e aumento da resistência a Jair Bolsonaro, principalmente nas igrejas históricas, como Metodista, Batista, Presbiteriana, Anglicana e Luterana.

A Oração é uma Arma

As orações foram ao lado de Bolsonaro e se manifestaram contra o que chamaram de convulsão social.

“Toda autoridade constituída é permissão de Deus. Ele põe e Ele tira, é Ele quem faz isso. Não é jogo corrupto, bandido de homens que por interesses escusos de ganância e de poder que vai trazer caos para essa nação. Que Deus livre o Brasil dessa praga e dessa pandemia, que esse espírito de morte seja repreendido da nossa nação”, contemplou Silas Malafaia.

Foi dito pelo pastor que Deus vai revelar “todos os planos escondidos” dos “inimigos da nação” e que eles vão ser “envergonhados e cair por terra”. Ele ressaltou que não se referia ao presidente, mas à nação e profetizou que virão “tempos de paz e prosperidade”.

“Temos uma arma que o Exército não tem, que a Polícia Militar não tem, nós temos o poder da oração”.

RR Soares manteve o mesmo posicionamento. “o Senhor colocou o presidente Bolsonaro para ser pastor aqui durante quatro anos”. “Oramos para que todo o Brasil entre num acordo. Amarramos todas as forças espirituais contrárias à Tua vontade”, afirmou.

Foi pedido a intercessão divina em benefício do País e de um dos três poderes. Abner Ferreira, por exemplo, chegou a terminar a oração com o slogan de campanha de Bolsonaro: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Eduardo Bravo, representante do bispo Edir Macedo, pediu Justiça em tempos de “guerra de poderes, corrupção, pandemia, crise econômica, coronavírus e pessoas aflitas”.

Jair Bolsonaro contou que sua eleição foi um “milagre” assim como ter sobrevivido a uma tentativa de assassinato, na campanha eleitoral de 2018. Ele afirmou que “obstáculos serão vencidos” e que “a fé conduzirá o Brasil a um porto seguro”.

* Com informações de conteúdo do Estadão e Jovem Pan

Visite nossa pagina TV Bolsonaro Presidente no Facebook e faça parte da nossa comunidade

Volte à Pagina Inicial do Nosso Site Para Ver as Notícias do Dia!

Bolsonaro e pastores evangélicos oram contra a ‘baderna’ e pela união entre Poderes

Foto: Jovem Pan

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…

Bolsonaro e pastores evangélicos oram contra a ‘baderna’ e pela união entre Poderes