Browse By

Governo de São Paulo chama de ‘desastrosa’ ação judicial da Fiesp

Governo de São Paulo chama de ‘desastrosa’ ação judicial da Fiesp , Federação das Indústrias recorreu à Justiça contra a medida da fazenda de elevar alíquotas do ICMS em diversos produtos a partir de Janeiro.

A Secretaria da Fazenda e do Planejamento do Estado de São Paulo classificou como desastrosa a decisão da Federação das Indústrias do estado de São Paulo (FIESP) de recorrer à justiça contra a medida do governo do estado de elevar alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em diversos produtos a partir de janeiro, conforme a lei 17.293/2020.

Segundo nota da secretaria, “Desastrosa mesmo é a conduta do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, que apresenta um estudo sem pé nem cabeça e ameaça ir à justiça pela terceira vez. Skaf fez isso duas vezes e perdeu as duas, contra medidas de ajuste fiscal do Governo de São Paulo”.

Nesta quinta-feira (10/12) também em nota a imprensa, a Fiesp afirmou que repudia a decisão de alta do ICMS e que lutará até o fim para reverter o aumento de impostos.

A Federação afirma que enquanto a população está preocupada em proteger sua saúde e garantir o sustento de suas famílias, ambos em risco devido à pandemia, o governo do Estado de São Paulo aumenta o ICMS para um amplo conjunto de bens e serviços, que trará resultados desastrosos para a economia paulista.

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo rebateu a Fiesp, afirmando que a federação confunde a arrecadação de 2020 com o orçamento de 2021.

Confira na íntegra a matéria sobre a ação judicial da Fiesp e sua classificação como “desastrosa” pelo governo do estado de São Paulo!

Visite nossa pagina TV Bolsonaro Presidente no Facebook e faça parte da nossa comunidade.

Volte à Pagina Inicial do Nosso Site Para Ver as Notícias do Dia!

Governo de São Paulo chama de ‘desastrosa’ ação judicial da Fiesp

Governo de São Paulo chama de ‘desastrosa’ ação judicial da Fiesp

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…