Browse By

Repórter cai em golpe no WhatsApp e investiga hacker

Repórter cai em golpe no WhatsApp e investiga hacker, os golpistas se passaram por pesquisadores da COVID-19.

Em tempos de pandemia, tem aumentado os golpes pelo aplicativo Whatsapp em que pessoas se passam até mesmo por pesquisadores da COVID-19, buscando clonar o número da pessoa para pedir dinheiro aos contatos desta.

Na última quarta-feira (11/11) o repórter da Band, Pablo Fernández, recebeu uma ligação de uma pessoa desconhecida que se dizendo pesquisador da COVID-19.

O repórter acreditou no golpista e forneceu um código de seis dígitos solicitado pela pessoa do outro lado da linha.

Na ocasião, o golpista perguntou se o repórter havia viajado para fora do país ou se havia conhecido alguém que havia vindo de fora pro Brasil. Em seguida, perguntou a profissão do jornalista.

Logo após, disse ao repórter que a validação da pesquisa seria feita para que o repórter não recebesse uma nova ligação. O protocolo de validação teria 6 dígitos e seria enviado junto com um link do aplicativo WhatsApp para o celular de Pablo Fernández.

O repórter forneceu o código ao golpista enquanto este pedia dinheiro aos contatos do jornalista, alguns desses contatos não falavam com Pablo a muito tempo.

Ao ter noção de que havia sido vítima de um golpe, Pablo avisou a todos, principalmente à família o que havia acontecido e publicou nas redes sociais.

Em seguida, enviou um email ao suporte do Whatsapp e pediu o bloqueio do número no aplicativo. Em 2 horas o número estava bloqueado.

Não satisfeito, o repórter foi atrás do golpista, e através do SMS conversou com o mesmo. O golpista respondeu dizendo que estava preso, que clonar celulares era sua “profissão”, que os donos das contas e do número são laranjas e ficam com 15% do valor ganho por meio do golpe.

O golpista ainda identificou Pablo como repórter da Band e aconselhou este a colocar senha no Whatsapp.

O mesmo golpe também aconteceu com a arteterapeuta Helenice Alvarenga, que relata que os golpistas conheciam sua vida, e usando um voucher do restaurante clonaram seu Whatsapp.

“Porque eles sabiam da minha vida, então eles sabiam o restaurante que eu ia, quando eles falaram “Ah, você tem um voucher” eu acreditei, aí quando eu cliquei meu Whatsapp foi clonado” afirmou Helenice Alavarenga.

Dados da PSafe, especializada em segurança digital apontam que em 2019 8.5 milhões de brasileiros tiveram seu Whatsapp clonado por golpistas, mais de 20.000 por dia.

O colunista de tecnologia da BandNews FM e fundador do site Olhar Digital, Wharrysson Lacerda, afirma que muitas pessoas inocentemente entregam os códigos aos golpistas, e diz que todo aplicativo deve ter uma verificação em duas etapas.

“Muita gente acaba entregando inocentemente esses códigos as vezes sem perceber que está entregando a porta da chave de casa pra alguém que vai entrar ali e levar todos os seus móveis e pertences… Você precisa ter a verificação em duas etapas em todo e qualquer aplicativo que você use, pode ser o “Joguinho da Velha Digital” (risos) conclui Wharrysson Lacerda.

Confira o vídeo na íntegra!

Visite nossa pagina TV Bolsonaro Presidente no Facebook e faça parte da nossa comunidade!

Volte à Pagina Inicial do Nosso Site Para Ver as Notícias do Dia!

Entretanto… No entanto… De acordo com o… Ainda de acordo com… Mesmo que… Por outro Lado… Além disso… Mesmo porque… Aliás… Afinal… Ademais… Anteriormente… Assim… contudo… Embora… Enquanto… Então… Entretanto… Outrossim… Pois… Por enquanto… Por enquanto…