Browse By

Advogado afirma que não existe comprovações que Adélio agiu sozinho




 

Advogado afirma que não existe comprovações que Adélio agiu sozinho no atentado contra Bolsonaro.

O advogado Antônio Sérgio de Moraes Pitombo, representante do presidente eleito, Jair Messias Bolsonaro (PSL), teve acesso ao processo ao qual Adélio Bispo de Oliveira responde por tentativa de homicídio, contra Bolsonaro.

No último dia 6 de setembro de 2018, Jair Bolsonaro sofreu um ataque a facas efetuado por Adélio, que foi preso no mesmo dia, logo após ter esfaqueado o presidente.

Conforme relatado acima, o crime aconteceu em 6 de setembro, durante ato de campanha em Juiz de Fora/Mg.

De acordo com Adélio, ele agiu sem a participação de terceiros, somente “a mando do Deus ao qual ele servia”.

Mas, de acordo com o advogado de Bolsonaro, não há nada no processo que comprove que Adélio agiu sozinho.

“Desde o início do caso eu tinha convicção de que ele não havia agido sozinho”, disse.

“Depois de ter acesso aos autos do processo, não há nenhuma prova lá que afaste essa convicção”, concluiu o advogado.

Em 31 de outubro, o juiz aceitou o pedido formulado pela defesa do presidente Jair Bolsonaro ao qual o inclui como assistente de acusação no processo.

O processo respondido por Adélio está suspenso desde o dia 24 de outubro pois o juiz determinou que o agressor, Adélio, fosse submetido a exames mentais, para ver se há capacidade mental de compreender o caráter ilícito do crime.

Adélio foi avaliado por dois psiquiatras selecionados pela Justiça Federal de Juiz de Fora.

Porém, até o momento ainda não se tem resultados dessa avaliação.




Visite Nosso Canal “WOL Notícias – World OnLine” No Youtube

 

Advogado afirma que não existe comprovações que Adélio agiu sozinho

Advogado afirma que não existe comprovações que Adélio agiu sozinho